terça-feira, 27 de setembro de 2016

ATENDIMENTOS BANCARIOS DURANTE A GREVE

A vulnerabilidade do consumidor frente ao fornecedor é realidade combatida pelo Código de Defesa do Consumidor, cuja finalidade é a de garantir seus direitos e proporcionar o atendimento de suas necessidades levando em consideração sua dignidade, saúde e segurança, bem como a proteção de seus interesses econômicos, previsto na Lei n° 8.078 de Setembro de 1.990 - que no último dia 11, comemorou seus 26 anos.

Diante deste, a greve nos serviços bancários já atinge seus 20 dias de paralisação no setor em todo país, causando inúmeros dissabores aos consumidores. Embora, seu manifesto esteja assegurado constitucionalmente, é necessário jamais esquecer o Direito do Consumidor, também previsto pela Constituição Federal.

O PROCON Barretos, antecedendo a paralisação dos Bancos e a fim de evitar maiores danos aos consumidores, orientou às agências quanto aos serviços que deveriam ser mantidos aos consumidores durante este período, entre outros, terminais autoatendimento, disponibilização de envelopes para depósitos e abastecimento dos caixas eletrônicos, serviços estes normalmente disponibilizados em todas as agências.

A fim de garantir que as instituições financeiras mantenham os serviços indispensáveis, às necessidades e sobrevivência dos consumidores o PROCON de Barretos protocolou Denuncia de Abusividade de Greve junto ao Ministério Público, para que este tome as medidas judiciais cabíveis.

Abaixo resumo dos atendimentos realizados pelo PROCON, nestas três semanas de paralisação.


Período de atendimento: 06/09/2016 a 23/09/2016

Atendidos com Solução Imediata: 57

Abertura de procedimento: 37



Reclamações mais recorrentes:


- Recebimento de Salário, Benefício e Pensão, com 35%.

- Saque FGTS e PIS, com 34%.

- Diversos (empréstimos consignados, seg. desemprego, etc.), com 17%.

- Emissão de boletos, faturas e extratos, com 14%.

O PROCON orienta os consumidores que não conseguir realizar seu atendimento nos meios que as instituições disponibilizaram, deve comparecer ao órgão munido de cópia dos documentos e registrar sua reclamação para garantir seus direitos para não ter a cobrança de juros e multas, durante a paralisação bancária.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

PESQUISA DE CARNES – SETEMBRO/16

O PROCON Barretos preparou uma pesquisa de preços de carnes com a participação de 6 estabelecimentos comerciais da cidade, nos dias 20 a 22 de setembro/2016.

Em comparação a pesquisa do mês anterior houve um aumento de 5,47% no preço total médio, de R$ 270,39 para R$ 285,17.

Alguns itens que apresentaram aumento  no mês:

•             Contra Filé: Mês anterior R$ 19,98, mês de setembro pode ser encontrado por R$ 23,95, variação de 19,86%.

•             Patinho:  Mês anterior R$ 16,85, mês de setembro pode ser encontrado por R$ 19,35, variação de 14,83%.

•             Cupim:  Mês anterior R$ 13,99, mês de setembro pode ser encontrado por R$ 14,89, variação de 6,43%.

O PROCON Barretos realiza estas pesquisas com o intuito de orientar o consumidor,  portando, vale a pena praticar o costume da pesquisa para economizar em suas compras.


quarta-feira, 21 de setembro de 2016

PROCON BARRETOS ORIENTA SOBRE VENDAS A DOMICILIO

O PROCON BARRETOS orienta os consumidores quanto ao cuidado em fazer compras a domicilio ou até mesmo por telefone.

Algumas empresas disponibilizam vendedores para fazerem vendas a domicilio, isso seria muito bom se não fosse pela forma como é feita. Portanto, o PROCON dá algumas dicas para o consumidor:

- Ter cuidado em receber pessoa desconhecida dentro de casa,  principalmente se for idoso, pois pessoa não idônea pode se passar por representante da empresa;

- Leia com atenção o contrato de compra ou pedido antes de assinar e solicite uma cópia;

- Fique atento ao passar dados de cartão de crédito ou do benefício;

- Compras vinculadas ao benefício que tem que ir ao banco fazer saque, leve uma pessoa de confiança;

- Atente-se quanto às compras vinculadas ao beneficio, pois se trata de compras financiadas e os juros são altos, elevando o preço do produto para quase do dobro;

- O fornecedor deve estabelecer prazos de entrega dos produtos ao seu cliente e isto deve ser acordado no ato da compra;

- Quando do recebimento do produto, verifique se esta de acordo com o pedido antes de assinar o termo de recebimento;


- Saiba que: "o consumidor pode desistir do contrato, no prazo de sete dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou a domicílio".